Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 7 de abril de 2010

who?


Acho que vou mudar o nome do meu blog! Em vez de Ousar e.....Voar, será Ousar e.......cuidado ao voar! Criei este blog num dia que nada tinha para fazer. Nem sabia muito bem o que era um blog. Entrei na rede e comecei a pesquisar. Entendi como era e me atrevi a ousar. Ai, começaram os problemas.

Primeiro, comecei a colocar uns gadgets(nunca tinha ouvido essa palavra antes) para ficar mais bonitinho. Inseri um contador de visitas. Todos tinham, logo, eu também queria um. Foi preciso muita paciência, tanto para localizar quanto para aprender inserir.

Pois é, quando a gente se expõe vai para a vitrina ou para o balaio, sei lá! Eu brincando e ousando neste espaço, comecei a ficar assustada com o número de pessoas que me visitavam!

Esses visitantes por um lado me deixam contente mas por outro, me apavoram. Eles me impõem uma responsabilidade que eu não queria.

Pronto, parei de escrever para mim, preciso pensar neles. Entrei em crise! Até as vírgulas, agora me preocupam ! Eu as uso só para uma pausa na respiração, sem regras, ou para destacar o aposto (palavrinha besta, tem cara de advogado).

Mas se todo o problema se resumisse nesse contador de visitas, seria simples, bastava eliminá-lo e voltar a ser livre e irresponsável.

Não é o problema maior ,no entanto. Alguém me pediu ;"Escreve sobre minha alma". Pensei, um bom tema! Me debrucei e comecei a escrever. Até em Hamlet, fui buscar inspiração, pois a alma que deveria ser descrita é uma alma atormentada. Atormentada e exigente. Mil rascunhos e ela não gostava de nenhum, sempre reclamava, "Essa não é minha alma , é a sua visão sobre ela". Ora, ora, só sei escrever do meu ponto de vista. Nem sei o que deve ser mais difícil, escrever uma biografia fiel ou satisfazer uma alma atormentada! Desisti, por enquanto, da alma quem estava ficando atormentada era eu ! Alminha complicada essa ! Um dia eu ainda a surpreendo !

Finalmente, uma amiga escreve uma longa carta. Resumindo me disse,"Não reconheço você nesses textos, tão melosa, tão melancólica, tão tristonha, ler seus textos me lembra da sessão nostalgia. Onde anda a pessoa irônica,alegre,ousada, realista, determinada e na maioria das vezes debochada?" Ufa ! Eu era isso tudo?

Pronto, instalou se uma crise de identidade. Quem sou eu ? Eu sou eu ou sou a imagem que os outros fazem de mim? Eu disse, na minha apresentação , que ainda me procurava, mas não pensei que estivesse tão perdida assim.

Pois é, talvez não seja eu, mas que sabe essa sou realmente eu e passava pela vida camuflada? Quem sabe evolui ou involui (existe essa palavra?) Sei lá! Pensei numa boa resposta para ela, no estilo que ela me imaginava, mas sabe do que mais? Deixa pra lá.

Percebo uma linha paralela entre o comentário da minha amiga e o da alma atormentada. Acho que tudo depende do ponto de vista ! É instigante essas diferenças de pensamentos. Eu não tenho medo da crítica, acho que a crítica constrói, mas no meu caso, deveria procurar um psicólogo, mas eu gosto tanto de mim mesma, bem do jeito que sou! Vou me manter fiel a mim mesma. Vou me permitir ousar, sem medo de contadores de visitantes ou de crise existencial. Eu sou eu, pronto!

Vou ouvir uma música que gosto, vou criar coragem para continuar a ousar, sem me preocupar.

Café?




2 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir